Hospital Lifecenter | Blog
Serviços Hospitalares
  • Consultas e exames
  • Pronto Atendimento
  • Cirurgias e Procedimentos
  • Diagnóstico e tratamento de lesões intra cranianas
  • Embolização de tumores benignos e malignos e mal formações vasculares
  • Laboratório de Hemodinâmica
  • Terapia Intensiva
  • Internação Hospitalar
  • Especialidades Médicas
  • Anestesiologia
  • Arritmologia cardíaca
  • Cardiologia clinica
  • Cardiologia Intervencionista
  • Cirurgia bariátrica
  • Cirurgia buco-maxilo-facial
  • Cirurgia cardiovascular
  • Cirurgia coloproctologica
  • Cirurgia de cabeça e pescoço
  • Cirurgia de coluna
  • Cirurgia de joelho
  • Cirurgia de mão
  • Cirurgia de quadril
  • Cirurgia endovascular
  • Cirurgia geral e digestiva
  • Cirurgia ginecológica
  • Cirurgia hepato-bileo-pancreatica
  • Cirurgia otorrinolaringológica
  • Cirurgia plástica estética e reparadora
  • Cirurgia torácica
  • Cirurgia urológica
  • Cirurgia vascular
  • Clínica médica
  • Coloproctologia
  • Dermatologia
  • Eletrofisiologia cardíaca
  • Endocrinologia
  • Gastroenterologia e Nutrologia
  • Ginecologia
  • Hematologia
  • Hemodinâmica
  • Hepatologia
  • Infectologia
  • Medicina de urgência
  • Medicina Interna
  • Nefrologia
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Neurorradiologia
  • Oncologia
  • Ortopedia e traumatologia
  • Ortopedia Oncológica
  • Otorrinolaringologia
  • Reumatologia
  • Terapia intensiva de adultos
  • Urologia
  • Especialidades Multiprofissionais
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Nutrição e dietética
  • Psicologia Clínica Hospitalar
  • Blog

    Medidas em prol do controle de bactérias, vírus e fungos


    Postado em 14/02/2020




    O controle de bactérias, vírus e fungos é uma das atenções diárias do Hospital Lifecenter e faz parte do protocolo institucional para garantir a segurança do paciente. Você sabia que a maior parte das infecções em ambientes de saúde é provocada por micro-organismos que já vivem em nosso corpo ou no meio ambiente? Normalmente eles não fazem mal a um indivíduo saudável, mas se aproveitam do sistema de defesa mais frágil de pacientes com baixa imunidade que ficam suscetíveis às infecções.

    As infecções nem sempre são transmissíveis pelo ar. A contaminação pode ocorrer por exemplo quando há falha na higienização das mãos e sucessivamente por meio do contato com o paciente ou ambiente que secundariamente é tocado por quem está com a saúde debilitada. Logo, um dos principais mecanismos de prevenção é simples, rápido e barato: "lavar as mãos", afirma o enfermeiro membro da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do Lifecenter, Leonardo Junio dos Santos. Profissionais da saúde, pacientes e acompanhantes de pessoas internadas ou em atendimento ambulatorial podem ajudar na prevenção das infecções. Confira aqui dicas para garantir a higienização correta das mãos.

    Pela mesma razão, a equipe de higienização se faz fundamental em um hospital porque atua em uma das etapas do controle de bactérias e outros microrganismos. A gerente de atendimento e hotelaria do Hospital Lifecenter, Maysa Pacheco, explica que, valendo-se de técnicas e protocolos estabelecidos pela Agência Nacional de Segurança Sanitária (Anvisa), a equipe de higienização hospitalar é responsável pela limpeza de superfícies como paredes, pisos, mobiliários e outros elementos com produtos saneantes regulamentados. Apenas a limpeza de equipamentos de uso assistencial é realizada por outros especialistas. “A limpeza adequada de superfícies evita a transmissão de microorganismos como vírus, bactérias e fungos em serviços de saúde e precisa ser realizada de acordo com os protocolos estabelecidos para garantir a segurança dos pacientes, familiares e colaboradores das instituições hospitalares”, assegura Maysa.

    Controle de bactérias auditado e equipe capacitada


    O Hospital Lifecenter está sempre atento ao alto padrão de qualidade da higienização e do controle de bactérias e outros microrganismos. A gerente de atendimento e hotelaria conta que, ao entrar no setor, os profissionais de higiene passam por treinamento sobre os processos de limpeza e desinfecção de superfícies para evitar a disseminação e transferência de microrganismos nos ambientes dos serviços de saúde. “Mensalmente promovemos reuniões para reforçar os protocolos de trabalho e realizar capacitações. Também fazemos testes internos periódicos por amostragem para mensurar o nível de qualidade da limpeza. A higiene hospitalar é um dos quesitos avaliados nas auditorias externas”, menciona Maysa. Conheça os selos de reconhecimento do Hospital Lifecenter e as métricas que nos tornaram referência em saúde em Minas Gerais.

    A equipe de higienização também é acompanhada pelo Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do Hospital Lifecenter que monitora e acompanha a higienização hospitalar, bem como os demais setores do hospital. O enfermeiro Leonardo Junio dos Santos conta que anualmente a CCIH estabelece um Programa de Controle de Infecções (PCI) baseado nos pilares epidemiológicos. Nele são estabelecidas estratégias para garantir melhorias contínuas dos processos, a fim de minimizar os riscos de ocorrências de infecções na instituição. “Validamos e acompanhamos todos os processos que envolvam risco infeccioso relacionado à assistência ao paciente, sendo uma das atividades realizar as visitas técnicas nos mais diversos setores, com foco naqueles mais críticos. Nosso principal alvo é trabalhar com a prevenção das infecções relacionadas à assistência”.

    Dicas de higiene e controle de bactérias e outros microrganismos


     Acompanhe algumas dicas de prevenção para o controle de bactérias e recomendações da Anvisa que envolvem hábitos e cuidados dos pacientes e profissionais de saúde para a higiene hospitalar.

    1) Pergunte onde, próximo ao quarto ou leitos, está o álcool gel para a higiene das mãos.

    2) Higienize as mãos conforme os momentos recomendados pela Organização Mundial de Saúde: antes de tocar o paciente, antes de realizar procedimentos limpos, após exposição à fluidos corporais, após tocar o paciente e após tocar em superfícies próximas ao paciente.

    3) Febre, vermelhidão e pus no local onde foi feita uma cirurgia não é bom sinal. Avise o médico ou volte ao serviço de saúde, se você já teve alta.

    4) Tosse, gripe, conjuntivite, lesão aberta na pele? Não visite pessoas internadas nessas condições.

    5) Não se sente no leito do paciente.

     
    Este post possui 0 comentários.

    Deixe um Comentário