Serviços Hospitalares
  • Consultas e exames
  • Pronto Atendimento
  • Cirurgias e Procedimentos
  • Diagnóstico e tratamento de lesões intra cranianas
  • Embolização de tumores benignos e malignos e mal formações vasculares
  • Laboratório de Hemodinâmica
  • Terapia Intensiva
  • Internação Hospitalar
Especialidades Médicas
  • Anestesiologia
  • Arritmologia cardíaca
  • Cardiologia clinica
  • Cardiologia Intervencionista
  • Cirurgia bariátrica
  • Cirurgia buco-maxilo-facial
  • Cirurgia cardiovascular
  • Cirurgia coloproctologica
  • Cirurgia de cabeça e pescoço
  • Cirurgia de coluna
  • Cirurgia de joelho
  • Cirurgia de mão
  • Cirurgia de quadril
  • Cirurgia endovascular
  • Cirurgia geral e digestiva
  • Cirurgia ginecológica
  • Cirurgia hepato-bileo-pancreatica
  • Cirurgia otorrinolaringológica
  • Cirurgia plástica estética e reparadora
  • Cirurgia torácica
  • Cirurgia urológica
  • Cirurgia vascular
  • Clínica médica
  • Coloproctologia
  • Dermatologia
  • Eletrofisiologia cardíaca
  • Endocrinologia
  • Gastroenterologia e Nutrologia
  • Ginecologia
  • Hematologia
  • Hemodinâmica
  • Hepatologia
  • Infectologia
  • Medicina de urgência
  • Medicina Interna
  • Nefrologia
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Neurorradiologia
  • Oncologia
  • Ortopedia e traumatologia
  • Ortopedia Oncológica
  • Otorrinolaringologia
  • Reumatologia
  • Terapia intensiva de adultos
  • Urologia
Especialidades Multiprofissionais
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Nutrição e dietética
  • Psicologia Clínica Hospitalar

Blog

Hospital Lifecenter investe em diversas melhorias durante a pandemia da COVID-19


Postado em 20/08/2020




Durante a pandemia da COVID-19, o Hospital Lifecenter mantém seu compromisso de oferecer o melhor atendimento aos pacientes e acompanhantes, com investimentos contínuos em estrutura física e tecnologia de ponta. Isso tudo sem deixar de prezar pelo cuidado humanizado. O resultado é uma cultura moderna de atendimento em saúde, que combina acolhimento e segurança, e é referência em Minas Gerais.

Desde o começo da pandemia da COVID-19, a instituição contribui para o controle preventivo, assegurando o tratamento de todos sem risco de contágio. Casos suspeitos e confirmados de coronavírus são mantidos isolados das demais especialidades, mantendo segurança de pacientes, acompanhantes, médicos e colaboradores.

Ampliação


O Hospital também montou novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), equipadas para dar suporte à pacientes com comprometimento pulmonar. Além disso, lançou novos serviços voltados para a pré-triagem e vídeo consulta, com objetivo de trazer mais comodidade aos pacientes. Assim, evita-se que a busca por ajuda médica seja tardia ou comparecimento no hospital sem real necessidade.

>> Fluxos de atendimento no Hospital Lifecenter durante a pandemia

Fluxos de isolamento garantem segurança hospitalar


Os fluxos de isolamento começam na admissão no Pronto Atendimento (PA) - Rua Estevão Pinto, número 15, Bairro Funcionários. Assim que chegam ao PA, pacientes com sintomas gripais, depois de passarem pela triagem, são encaminhados à uma recepção isolada. Foi montada uma sala de emergência com leitos exclusivos para casos suspeitos da COVID-19. Toda a equipe fica paramentada com os equipamentos de proteção individual (EPIs) necessários. Os pacientes são recebidos nos leitos de observação, com fluxos rápidos já estabelecidos para internação e ventilação mecânica. Pacientes com outras necessidades de atendimento são encaminhados para setor diferente. O fluxo é separado, não se cruzando em nenhum momento, nem mesmo nos elevadores.

Por sua estrutura vertical, foi possível ao Hospital Lifecenter isolar andares para cirurgias eletivas e de urgência, mantendo-as separadas das áreas reservadas para procedimentos em pacientes com suspeita ou diagnóstico de Sars-Cov-2. Um andar do centro cirúrgico está destinado apenas para cirurgias eletivas ou de urgência para casos sem suspeita de COVID-19. Outro andar para os procedimentos cirúrgicos de urgência em pacientes com suspeita da doença.

O Hospital também definiu unidades reservadas exclusivamente ao atendimento de casos não COVID-19, como, por exemplo, infarto do miocárdio, AVC e outras enfermidades, ou quadros que demandam terapia intensiva e atendimento rápido. Além disso, destinou andares exclusivos a pacientes em tratamento oncológico, hematológico, pacientes cirúrgicos ou com necessidade de hemodiálise.

UTIs na pandemia da COVID-19


Em dados publicados no The Lancet Infectious Disease e no Journal of The American Medical Association, calcula-se que 15% dos pacientes apresentem os sintomas severos da COVID-19 e que a mortalidade dos casos graves chega a 15% em determinados grupos de risco, como idosos e portadores de doenças crônicas. E é nas UTIs que são atendidos esses pacientes em situação mais grave, que precisam de monitoramento 24 horas por dia e uso de respiradores e monitores cardíacos. Desta forma, durante a pandemia, uma das grandes preocupações dos centros hospitalares e pacientes é com a disponibilidade de UTIs.

Hospital ampliou UTIs durante pandemia


O Hospital Lifecenter, em sua preparação para atender às necessidades impostas pela pandemia, implantou de maneira ágil novas unidades. A instituição, antes da pandemia, possuía 40 leitos de UTI, o maior número entre os hospitais privados de Belo Horizonte. Agora, isolou mais um andar para pacientes com suspeita de COVID-19, montando ali os novos leitos de tratamento intensivo. Eles são totalmente equipados com respiradores - equipamentos fundamentais para o suporte à vida dos pacientes com maior comprometimento pulmonar. Também foram alocados leitos para suporte clínico, destinados àqueles que não necessitam de assistência ventilatória, mas precisam de monitoramento intensivo.

Uma das alas de internação intensiva foi inaugurada em maio de 2019, como parte de um projeto no qual foram investidos R$ 4 milhões para o aumento da produtividade na gestão do cuidado dos pacientes. A UTI em questão foi equipada com recursos materiais e humanos para receber pacientes com um nível mais elevado de complexidade, sobretudo, por ter acesso mais dinâmico aos pacientes que dão entrada pelo heliponto, uma vez que está instalada no 20º andar. Essa é mais uma das alas de terapia intensiva que o Hospital Lifecenter dedicou com exclusividade para o atendimento dos pacientes da COVID-19.

Tecnologia aliada ao atendimento em saúde


O Lifecenter trabalha com medidas para auxiliar no atendimento dos pacientes, alinhando-se principalmente com possibilidades tecnológicas. Uma das implantações é o sistema de inteligência artificial batizado como Robô Laura, disponível no site do hospital. O sistema funciona para tirar dúvidas e avaliar inicialmente sintomas relatados pelos pacientes através de um questionário online.

O Lifecenter é o primeiro hospital de Minas Gerais a implantar a Robô Laura, que opera com base em parâmetros estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde. O sistema funciona de forma bastante simples. O paciente responde às questões relacionadas aos sintomas direta e indiretamente ligados à COVID-19 ou aos quadros gripais. Como resultado, ele pode ser destinado para uma vídeo consulta ou até mesmo para o atendimento de emergência. Na segunda situação, será gerado um QRCode que dará agilidade na entrada do Pronto Atendimento, diminuindo etapas de admissão. Em alguns casos, o paciente pode ser orientado, inclusive, a se deslocar para o hospital enquanto conclui as respostas. Por essa razão, recomenda-se que ele utilize o celular para responder ao questionário. Os dados informados irão compor a ficha eletrônica do paciente no Hospital.

Monitoramento remoto


O sistema utilizado permitiu também a implantação do monitoramento remoto. As pessoas que são classificadas pelo sistema nas faixas amarela e vermelha, independente se foram ou não atendidas no PA, recebem perguntas por meio do aplicativo WhatsApp sobre a evolução dos seus sintomas: febre, tosse seca, cansaço, entre outros. Todas as respostas são integradas automaticamente ao prontuário do paciente. Assim, permite-se atenção individualizada à distância, prevenindo a evolução para casos mais graves.

No caso das vídeo consultas, basta fazer um cadastro no site do Hospital Lifecenter, utilizando celular ou computador. Após preencher o cadastro, o paciente pode agendar um horário para o mesmo dia com antecedência mínima de duas horas, ou para data posterior. No horário agendado, o médico atenderá a vídeo chamada. A partir do atendimento clínico, irá avaliar a necessidade de solicitar exames, pedir uma consulta física complementar, prescrever um tratamento medicamentoso domiciliar ou encaminhar para o PA. Todos os dados da consulta e do paciente são salvos no prontuário eletrônico do Hospital, facilitando a rotina de retornos, avaliação de exames e outros acompanhamentos. O serviço é oferecido em caráter particular com o preço acessível de R$ 99,00.

Atenção a quem está em casa durante a pandemia 


Todas essas medidas facilitam a triagem de pacientes com suspeita de COVID-19. Ao mesmo tempo, orientam pacientes de forma segura, mantendo respeitadas orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para isolamento social. “Os fluxos de atendimentos separados desde a chegada da pandemia em Belo Horizonte são uma forma de deixar os pacientes mais seguros para procurar ajuda. Mas ainda há muitas dúvidas sobre quando procurar os serviços de saúde, quais sinais são de urgência e quais requerem uma consulta regular”, explica Dr. José Américo Cançado Bahia Filho, diretor técnico do Hospital Lifecenter.

Além disso, o médico relata que durante alguns períodos da pandemia deram entrada no hospital com cardiopatias agravadas, complicações ortopédicas e apendicites graves. “Alguns desses casos poderiam ter sido tratados de maneira mais conservadora, se tivessem chegado em um estágio inicial. Infelizmente, o medo da contaminação e a falta de alternativas para esclarecer as dúvidas têm gerado risco grave à vida”, relata.

Realização de cirurgias eletivas durante a pandemia


Embora as cirurgias eletivas possam ser marcadas com antecedência, são fundamentais na manutenção da saúde e qualidade de vida das pessoas. Em um primeiro momento, por causa da pandemia do novo coronavírus, houve insegurança quanto a realização desses procedimentos. Entretanto, o Lifecenter vem investindo em mais melhorias para reforçar as condições de cirurgia segura para pacientes e profissionais. Com isso, o Lifecenter registrou aumento no número de confirmação dessas cirurgias, considerando principalmente de ortopedia e aparelho digestivo.

No processo de confirmação da cirurgia eletiva, o hospital utiliza um questionário para avaliar manifestação de sintomas da COVID-19. Esse contato é feito através de telefone, cerca de 48h antes do procedimento. É perguntado se houve contato com alguém que testou positivo. As respostas são analisadas pela equipe médica, que pode confirmar ou cancelar o procedimento. No dia da cirurgia, o paciente entra pela portaria da Av. do Contorno. A partir daí, não terá nenhum contato com pacientes suspeitos ou confirmados da COVID-19. Tampouco, com os profissionais que atendem a essas pessoas.

Cirurgia segura


Outras ações também foram tomadas para reduzir a quantidade de pessoas nas dependências do hospital. É o que explica a coordenadora do Centro Cirúrgico do Lifecenter, Alessandra Barroso. “Implantamos, de forma pioneira em Belo Horizonte, as vídeo visitas e instituímos o boletim cirúrgico via mensagem de texto para que os familiares possam aguardar o término do procedimento em casa ou em outro local de sua preferência. Limitamos o número de passageiros por elevador a cinco pessoas mais a ascensorista.

Também é obrigatório, por força de decreto municipal, o uso de máscaras faciais não apenas nos elevadores, como em todo o hospital. Além disso, diversos colaboradores das áreas administrativas estão trabalhando em home office. Esse conjunto de medidas visa oferecer mais segurança e tranquilidade para nossos pacientes. Dessa forma, os cirurgiões encontram no Lifecenter toda a estrutura que precisam para trabalhar de forma segura, sem risco de contaminação”, comentou.

Quando pacientes com COVID-19 precisam passar por cirurgias de emergência, o procedimento é realizado em um andar específico do Centro Cirúrgico. A sala fica isolada para descontaminação após o procedimento. Além disso, como medida de segurança, esses procedimentos são feitos preferencialmente ao final do dia. Dessa forma, após o trabalho, os profissionais se higienizam e vão direto para casa. A desinfecção da sala segue rígidos protocolos específicos

Eficiência e segurança atestadas por certificações internacionais


O Hospital Lifecenter é considerado referência em Minas Gerais, além de estar entre as principais instituições de saúde do mundo. Possui certificações e reconhecimentos das maiores e mais tradicionais organizações de saúde do mundo, como a Joint Commission International (JCI). A JCI foi fundada em 1994 e é o mais tradicional órgão de acreditação e definição de padrões de atendimento médico dos Estados Unidos. Já avaliou mais de 20 mil instituições em mais de 90 países.

A instituição foi responsável por auditar 100% do hospital dentro dos mais altos padrões internacionais. Mais de mil e duzentos requisitos focados em qualidade e segurança dos setores assistencial, operacional, administrativo, assim como enfermagem e corpo clínico. Esses pontos estão distribuídos em 14 categorias. Para obter o selo da JCI, o Lifecenter conquistou nota máxima em muitos destes processos. “Seguimos os padrões preconizados pela acreditação JCI porque eles ajudam a desvendar novas maneiras de praticar a segurança do paciente. E contribuem para a melhoria contínua da qualidade”, defende Glauco Michelotti, presidente do Hospital Lifecenter.

UTIs com alto padrão


As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Lifecenter possuem o selo Top Performer da Epimed Solution. Com o reconhecimento, as UTIs do hospital estão entre as 10 melhores em performance da América Latina. “Essa certificação foi obtida na análise da nossa taxa de sobrevida associada ao tempo de permanência e utilização de recursos”. É o que informa o Dr. Saulo Fernandes Saturnino, coordenador geral do Serviço de Medicina Intensiva do Hospital Lifecenter. O especialista ressaltou ainda que a conquista é resultado do comprometimento com a cultura de eficiência e humanização adotada em toda a instituição.

O hospital tem uma estrutura moderna juntamente com os protocolos da equipe de terapia intensiva integrados às linguagens dos equipamentos. Assim, formando um prontuário eletrônico, ficam facilitadas as tarefas de documentação e acompanhamento dos exames dos pacientes. Sob o mesmo ponto de vista, aumenta-se o tempo disponível para os profissionais de saúde permanecerem ao lado do paciente, no cuidado assistencial.

Para triagem em caso de suspeitas de COVID-19, acesse Hospital Lifecenter -  Robô Laura.
Este post possui 0 comentários.

Deixe um Comentário