Serviços Hospitalares
  • Consultas e exames
  • Pronto Atendimento
  • Cirurgias e Procedimentos
  • Diagnóstico e tratamento de lesões intra cranianas
  • Embolização de tumores benignos e malignos e mal formações vasculares
  • Laboratório de Hemodinâmica
  • Terapia Intensiva
  • Internação Hospitalar
Especialidades Médicas
  • Anestesiologia
  • Arritmologia cardíaca
  • Cardiologia clinica
  • Cardiologia Intervencionista
  • Cirurgia bariátrica
  • Cirurgia buco-maxilo-facial
  • Cirurgia cardiovascular
  • Cirurgia coloproctologica
  • Cirurgia de cabeça e pescoço
  • Cirurgia de coluna
  • Cirurgia de joelho
  • Cirurgia de mão
  • Cirurgia de quadril
  • Cirurgia endovascular
  • Cirurgia geral e digestiva
  • Cirurgia ginecológica
  • Cirurgia hepato-bileo-pancreatica
  • Cirurgia otorrinolaringológica
  • Cirurgia plástica estética e reparadora
  • Cirurgia torácica
  • Cirurgia urológica
  • Cirurgia vascular
  • Clínica médica
  • Coloproctologia
  • Dermatologia
  • Eletrofisiologia cardíaca
  • Endocrinologia
  • Gastroenterologia e Nutrologia
  • Ginecologia
  • Hematologia
  • Hemodinâmica
  • Hepatologia
  • Infectologia
  • Medicina de urgência
  • Medicina Interna
  • Nefrologia
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Neurorradiologia
  • Oncologia
  • Ortopedia e traumatologia
  • Ortopedia Oncológica
  • Otorrinolaringologia
  • Reumatologia
  • Terapia intensiva de adultos
  • Urologia
Especialidades Multiprofissionais
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Nutrição e dietética
  • Psicologia Clínica Hospitalar
Hospital Lifecenter

Blog

Hérnia de disco: como prevenir e cuidar


Postado em 03/05/2021




A hérnia de disco, inflamação que pode resultar em dores localizadas e intensas, é muito comum entre os brasileiros. Cerca de 5,4 milhões de pessoas receberam esse diagnóstico no país, de acordo com levantamento feito pelo IBGE.

Além de representar grande incômodo, também é a segunda maior causa de aposentadoria e afastamento por invalidez – perdendo apenas para doenças cardiovasculares. Os hábitos repetitivos, a rotina estressante e problemas de saúde são as principais fontes da hérnia de disco.

O que acontece no corpo


A hérnia de disco surge pela alteração na composição da coluna vertebral. As vértebras são alternadas por discos, compostos de um anel fibroso e um núcleo pulposo. Quando as vértebras comprimem em excesso esse anel, ele perde sua forma e pode ocorrer uma protrusão desse material.

Como a coluna é passagem de terminações nervosas, essa protrusão leva à compressão dos nervos e, consequentemente, causa sintomas como dores, imobilidade e espasmos.

Tipos de hérnia


Existem três tipos de hérnia de disco. O primeiro é causado pela protrusão, ou seja, o disco comprimido se expande lateralmente e atinge canais nervosos. Já no caso das hérnias de disco extrusas, o anel fibroso se rompe, causando fragmentação do núcleo do disco. Também existe a hérnia de disco sequestrada. Nesse caso, o conteúdo do núcleo migra não para fora da coluna, mas para cima ou para baixo, atingindo as terminações nervosas.

Fatores que contribuem para o aparecimento da hérnia de disco


As pessoas entre 25 e 45 anos estão sob maior risco de desenvolver hérnia de disco. Ela se desenvolve principalmente na região lombar, que suporta o peso e o movimento do corpo durante as atividades cotidianas.

Má postura é a principal causa de problemas na coluna, incluindo a hérnia de disco. Esse risco pode ser acentuado por sedentarismo, obesidade, exercícios físicos sem orientação adequada, ocupações que envolvam carregamento de peso e movimentos repetitivos.

Outro grupo que deve atentar para os riscos de sobrecarga da coluna são as gestantes. Por conta do aumento da pressão sobre o corpo durante a gravidez e a mudança no ponto de gravidade, elas podem desenvolver má postura e agravar o quadro de dores.

Consequências da hérnia de disco


Os sintomas deste quadro surgem de forma gradativa, conforme o agravamento da inflamação. Geralmente estão associados à região da coluna onde está o disco herniado. No caso mais comum, da lombar, pode ocorrer dor e formigamento no nervo ciático, nas coxas e nas pernas. 

Quando o problema ocorre na parte mais alta da coluna, além dos sintomas locais, pode aparecer dor e formigamento no braço, pescoço, ombro, dedos das mãos, etc.

Diagnóstico


O diagnóstico costuma ser feito clinicamente, em consulta com especialistas. Por meio do diálogo sobre os sintomas do paciente, sua rotina e hábitos de vida, é possível identificar o risco para desenvolvimento de hérnia de disco.

A partir de exames como ressonância magnética e tomografia, o médico pode avaliar a localização precisa, a intensidade e o tamanho da lesão, encaminhando para o tratamento correto.

É importante também atentar para outros diagnósticos possíveis: dores na lombar e na cervical podem ser sintomas de problemas no quadril, pés e até serem causados por distúrbios como bruxismo e situações de estresse.

 
O Hospital Lifecenter possui uma Central de Consultas com mais de 20 especialidades incluindo neurologia em Belo Horizonte. A equipe médica está preparada para atender pacientes com sintomas de hérnia de disco com todos os cuidados e eficiência necessários para facilitar o diagnóstico. Você pode fazer agendamento online e por telefone (31) 3279-2222 ou whatsapp (31) 9 9890-9916.

Qual é o melhor tratamento para hérnia de disco?


Cerca de 90% dos pacientes nunca exigem intervenções cirúrgicas. A maior parte dos sintomas é minimizado com o tratamento conservador, que envolve repouso, fisioterapia, acupuntura, compressas mornas e reeducação postural.

Além disso, dependendo do grau da inflamação nervosa, o médico pode receitar medicamentos adequados, de analgésicos a injeções de corticóides, o que ajuda a diminuir a dor causada pela compressão.

A realização de exames de imagem com a frequência exigida pelo médico é imprescindível. Assim, é possível acompanhar o estado da inflamação e decidir o melhor curso de tratamento.

Previna o surgimento


O melhor jeito de evitar problemas futuros com hérnia de disco é prevenindo. Em consequência, existem alguns hábitos que toda pessoa pode – e deve – adotar para evitar a inflamação e os sintomas. 

O primeiro deles é sempre atentar para a postura. Manter-se em uma postura neutra, que equilibre os membros e os lados do corpo, é essencial para o bem-estar da coluna.

Durante o trabalho, confira sua posição na cadeira. Nas atividades domésticas, evite dobrar o corpo para pegar objetos do chão, prefira agachar. Ocupações que envolvem movimentos repetitivos, carregamento de peso e muito tempo em pé também são fatores de risco para as hérnias. Por outro lado, o mesmo ocorre para a prática esportiva intensa (como é o caso de atletas profissionais) e trabalhos que envolvam dirigir veículos. 

Evite o sedentarismo e a obesidade, ambos fatores que podem agravar o problema. Mas atenção: pratique exercícios físicos sem causar danos à coluna! Isto é, é imprescindível conversar com seu médico e com profissionais de educação física especializados. Assim, o exercício direcionado fortalece a musculatura abdominal, o que ajuda a prevenir a inflamação. E não esqueça dos alongamentos: eles são essenciais para a manutenção da coluna.

Busque também avaliar seus sintomas psicológicos. Situações de estresse levam à má postura e tensão muscular. Isso pode contribuir para a pressão sobre as vértebras e desencadear uma hérnia.

E as crianças também precisam de atenção! Os cuidados com a postura e evitar forçar a coluna são ensinamentos que devem ser passados desde cedo. Assim, a criança cresce com a consciência corporal mais adequada para evitar problemas no futuro.

 
Então, agora você já está por dentro de como cuidar da hérnia de disco. É por isso que convidamos você a falar de prevenção. Leia mais sobre a dor nas costas e como evitá-la!
Este post possui 0 comentários.

Deixe um Comentário